Publicidade
Apriori Cucina
 
 
LostBrasil
 Portal Portal  Fórum Fórum  Orkut  Twitter  FAQ FAQ  Pesquisar Pesquisar  Membros Membros  Grupos Grupos
 
Registrar :: Entrar Entrar e ver Mensagens Particulares
 




Menu
Portal
Fórum
Notícias
Sinopses
Outras Séries
Orkut
Links
Livros de Lost
DVDs de Lost
O que é Lost?
Quem Somos
Regras


» Acesso Restrito «
The Lockdown
Chat V.I.P.


Colabore


Saldo atual:40%



Calendário
23/05/2010
ABC: 6x17/18 - The End

25/05/2010
AXN: 6x17/18 - The End

Perfil
Usuário:

Senha:

 Lembrar senha



Esqueci-me da senha



Ainda não se registrou?

Faça seu cadastro.
É de graça!



LostBrasil - Índice do Fórum  » Notícias » [ABC] O homem que veio à Terra

Novo Tópico  Responder Mensagem printer-friendly view
 [ABC] O homem que veio à Terra « Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem » 
Autor
Mensagem
ogro
MensagemEnviada: Terça Fevereiro 28, 2006 15:59  |  Assunto: [ABC] O homem que veio à Terra Responder com Citação


Colaboradores


Chaos will rise again.

Sexo: Sexo:Masculino
Idade: 32

Registrado em: Quinta-Feira, 22 de Setembro de 2005
Mensagens: 14.773
Tópicos: 331
Localização: Olympus

Twitter: @ogrotouro

Grupos: 
[ABC]
[ABC] O homem que veio à Terra



Essa entrevista tem duas partes. A primeira é apenas um preview da segunda, mas não deixa de ser interessante.


Ele pagou grandes dívidas em Party of Five, mas agora Matthew Fox tem o melhor emprego na TV. Alex Papademas foi até o Havaí para conhecer o coração e alma de LOST, a mais estranha e viciante série desde Twin Peaks.

Numa ilha em algum lugar do Pacífico, Matthew Fox está sentado no jardim do rancho que aluga, contemplando a piscina. Ele tem olhos iguais ao um cervo da Disney e o corpo de um boneco dos Comandos em Ação, e de alguma forma conseguiu se sentar como um herói de ação em um cadeira de praia. Com certeza existem piores lugares para um homem estar. É meu trabalho, no entanto, atormentar o paraíso de Fox ao perguntar como ele acha que tudo isso vai terminar.

Porque com certeza, LOST a série mais profundamente confusa e filosófica na TV nesse momento, mas todos já vimos isso antes. Todos já gostamos de séries com enredos riquíssimos, e vimos elas se afundarem, criando quebra-cabeças que não podiam juntar ou permanecendo no ar muito tempo depois de terem ficado sem estórias interessantes para contar, como Arquivo X e Twin Peaks. Então passa segurança ouvir que Fox, que interpreta o médico de LOST, Jack Sheppard, o atormetando cirugião de coluna e o líder de fato da série, também tem esse receio.

"Se não chegarmos ao ponto onde estaríamos fazendo episódios apenas para termos mais uma hora de televisão, acredito que a série poderá se tornar uma das melhores já feitas," ele diz."Vai ser bem interessante ver como isso vai se desenrolar. Acho que será -" e aqui ele dá uma pausa, com cuidado, talvez se lembrando que está falando de de um série que também é uma franquia altamente lucrativa, uma Ilha do Tesouro virtual para a ABC, a emissora que paga seu salário - "uma interessante disputa entre arte e comércio. Porque não é como uma série policial, onde assim que se consegue algum sucesso você pode apenas vir com um novo caso toda semana, sabe? Essa série com certeza tem um final."

"E qual final será esse, exatamente?", pergunto.

Fox apenas ri.

"Não sei. Não posso esperar para descobrir."

Fim da primeira parte.



Ninguém sabe o que futuro guarda para o bando de ilhados de LOST; até mesmo as estrelas da série são mantidas no escuro a maioria do tempo. Mesmo assim, não poderíamos permitir que Matthew Fox deixasse a mesa do almoço sem nos dizer o que ele acha que espera por seu personagem. Nessa entrevista exclusiva, Fox fala sobre liderança, violência e se Jack está prestes ou não a ter um "caso tipo Bonnie e Clyde" com a Ana Lucia de Michelle Rodriguez.


Me fale um pouco sobre o arco da estória de Jack. Onde acha que ele esteve, e pra onde você ele indo enquanto essa temporada avança?


Acho que existem algumas coisas acontecendo. A maior parte da primeira temporada foi sobre Jack aceitando seu papel como o líder do grupo. Uma das dinâmicas interessantes sobre a natureza humana é que em uma situação realmente difícil, um pequeno grupo de pessoas vai automaticamente eleger um líder. Precisam disso. Precisam tanto disso que se ninguém se dispor a dar um passo a frente, eles vão eleger alguém. E foi mais ou menos isso que aconteceu com o Jack. Ele não queria essa posição na verdade, mas ele foi eleito para esse posto. Por diversas razões. Depois do acidente, devido as seus instintos médicos, ele foi o primeiro a sair do choque e do caos. Foi o cara que as pessoas estavam olhando, no meio da fumaça e do fogo e do vapor, e estava correndo por todos os lados, berrando ordens, e sabia o que estava fazendo nesse primeiro momentio, e todos ficaram meio que dizendo: "Esse cara é um líder."

Por toda sua volta, pessoas sangrando e morrendo...

E eles estão em choque. Pessoas estão congeladas, e não sabem o que fazer, e estão desesperadamente procurando por alguém, e de repente esse cara de terno está correndo por todos os lados, gritando com as pessoas, e ele é um médico. E as pessoas precisavam disso. Em circunstâncias desesperadoras, isso tem que acontecer. Então a maior parte da primeira temporada foi sobre porque Jack ( devido aos seus próprios problemas, e seus problemas com seu pai, e todas aquelas coisas) estava tão relutante de assumir essa posição. E ao fim da temporada, ele a assumiu. Mas pela natureza humana, um minuto depois de ter eleito um líder, você começa a despedaçá-lo. Começa a ter dúvidas sobre ele. Começa a usurpar o poder dele. Começa a esconder coisas dele. E é isso que essa temporada vai abordar. Você começa a ver isso acontecer. Você isso acontecer entre Jack e Locke, mesmo Locke tendo tido um importantíssimo papel em colocar Jack nessa posição desde o início. Locke o colocou lá porque Locke, como vemos, ninguém tem certeza de onde ele vai parar, muito menos Jack. Jack suspeita muito de Locke. Jack é um homem da ciência. É um homem da lógica. Parte do motivo de ele ser meio que a figura central da estória é que se trata de um lugar bizarro, e coisas bizarras estão acontecendo, e enquanto você e o público avançam, você diz "Você falando sério?!" Jack também é assim. Mesmo ele estar presenciando essas coisas com seus próprios olhos, ele tenta se assegurar que aquilo que vê se encaixe na forma que acreditamos que a realidade seja. Todos definimos realidade como termos certas regras. Mas Jack está com o pé atrás. Locke, pelo outro lado, vivenciou esse milagre, foi o primeiro a ser seduzido pela ilha. Ele está sendo atraído pela ilha. E o Jack percebe isso de alguma forma.


Locke comprou a passagem, e está fazendo o tour.

E por estar tão disposto a fazer esse tour, Jack acha que ele está louco. Na vida real, qualquer pessoa que não vê a realidade da forma que a vemos é considerado maluco. E também achamos essa pessoa perigosa. E Jack com certeza acha que Locke é potencialmente perigoso, porque ele acha que ele está perdendo o controle da situação. E ele também percebe de alguma forma que a ilha tem um lado negro e que Locke está indo em direção a ele. Que ele quer isso. E está vendo Locke selecionar todos esses personagens ao seu redor; está os manipulando; está fazendo pequenas relações pessoa-a-pessoa onde ele dá algo para elas e as faz achar que o devem algo em troca. E Jack está ciente disso.

Verdade. Isso acontece constantemente. Como foi com Charlie.

E Claire.


Você acha que está mais propenso a seguir o modo que o Jack pensa, ou o modo do Locke?


Acho que seria algo no meio disso. Concordo com parte do desejo de Locke de redefinir a realidade para ele mesmo. Porque ele precisa fazer isso. Da mesma forma que o Jack precisa. Se o Jack vai ser um líder, e vai manter sua habilidade de ser ativo, ele tem que estar mais disposto para dar aquele salto no escuro. Tem que fazer isso, senão vai ser tornar totalmente passivo. E isso é parte da jornada para ele, nesse ano. Quero dizer, ele acabou apertando o botão. E apertou, basicamente porque o Locke praticamente implorou para que ele o fizesse. Jack não acreditava realmente na necessidade de apertar o botão naquele momento em particular. Mas acho que desde então ele aceitou esse fato como algo que passou a ser parte da vida deles. E agora se alguém deixasse de apertar o botão, ele ficaria preocupado com o grupo. Porque ele ficou condicionado a isso de certo modo, assim como todos ficaram. É parte da vida deles. O botão precisa ser apertado. Ainda existe uma grande parte dele que se pergunta: "Que diabos vai acontecer se não apertarmos o maldito botão?". Mas esse é um cara que viu a coisa na floresta. Esse é um cara que foi de encontro a coisa na floresta. Esse é um cara que viu a coisa puxar o Locke para um buraco no chão. Ele viu muita merda que está tão claramente fora dos limites de um mesa de operação, fora de tudo que ele entende sobre a forma que o mundo deveria funcionar. Então parte dessa negação é parte do choque, eu acho. Ele é um cara bem esperto, e eventualmente vai aceitar coisas que vai ser obrigado a aceitar.


Ele está meio que processando essas coisas ao seu próprio ritmo.

Absolutamente.


Uma das coisas que acho fascinante sobre a série é que ela monta esses debates entre o racionalismo frio e fé absoluta sobre o desconhecido sem realmente tomar partido de um forma ou de outra. O tom filosófico disso não é absolutista.


Completamente. O motivo de termos esses personages que são os dois lados da mesma moeda; o motivo de Jack e Locke tendo a discussão entre razão e fé; é que não há uma resposta. A parte importante é fazer a pergunta. E é ao fazer a pergunta e buscar pela resposta que ganhamos força. Não é apenas ciência e não é apenas fé; é a intersecção entre elas que é importante. Essa é outra coisa que eu gosto sobre a série: não existem mocinhos e bandidos. Que é algo que todos entendemos conforme crescemos. Quando crianças, precisamos acreditar que existem mocinhos e bandidos, mas ao crescermos percebermos que tal coisa não existe. Quero dizer, a idéia do cavaleiro branco em um cavalo é apenas uma farsa. E com o Jack, tenho a oportunidade de interpretar alguém que deveria ser esse cara, mas não é na verdade, e é muito mais complexo e muito mais humano devido a isso. Com essa base, ele é o cara que se joga na frente de um ônibus para salvar alguém, mas também existe um parte dele que quer vigança. Ele tem o potencial de ficar irado, onde gostaria de matar.


De alguma forma, se pode perceber isso acontecendo, na minha opinião.


Ele está começando a fica irracionalmente consumido com a idéia dos Outros, porque ele é também um maníaco por controle. Controle, e impor seus desejos sobre sua própria vida é grande parte de quem esse cara é na verdade. E com isso, acho que essa situação com Michelle Rodriguez, essa coisa Ana Lucia/Jack poderia quase se tornar...não tenho certeza quanto a isso, é apenas um teoria minha, mas seria bem legal se isso se tornasse...sabe quando você ouve falar desses jovens amantes que saiem matando pessoas do nada e coisas do tipo?

Um coisa do tipo "Assassinos por Natureza"?


Exatamente, essa coisa do tipo Bonnie e Clyde. Essas duas pessoas que estão ligadas por algo que ambas conscientemente sabem que é irracional, mas encontraram um aliado nisso, e meio que se apaixonam um pelo outro através dessa idéia? Por apoiar um ao outro?


Torna-se algo to tipo eu-e-você-contra-o-mundo...

E se torna algo do tipo, "Não vou falar com você sobre isso, e você não vai falar comigo sobre isso. E na verdade, faremos o oposto, vamos tornar essa idéia maior por nós dois nos comprometermos com ela." sabe? O tipo de coisa que poderia ser realmente legal durante a metade dark dessa temporada, quando Jack e ela estão se tornando meio que obssessivos quanto a isso, por razões completamente diferentes.

Você acha que ela é o Jack do pessoal da cauda?


Bem, faz parte disso. Parte do motivo pelo qual eles começaram a se unir é que eles meio que se destacam como os líderes, e ambos já passaram por mal bocados nesse posto.


É complexo...


É mesmo. Mas um do melhores momentos em que pude atuar foi o momento em que Jack vê Ana Lucia pela primeira vez desde o aeroporto, e as circunstâncias nas quais ele a vê. Ela atirou na Shannon. Acidentalmente, mas atirou nela. E Eko leva Jack pela floresta, e Jack já está pensando, tipo "Ana Lucia, essa é a garota, a garota que concheci. Será que vai ser ela?" E então quando ele a vê, ele sabe. Ela o vê e percebe que era dele de quem falavam, e de longe, tipo, 18 metros de distância, acontece um incrível momento mudo. Foi tão legal, porque para mim, foi tipo, que triste, sabe? Essas duas pessoas tomaram um drink juntas em um bar e tinham a possibilidade de beberem outro e de flertar da mesma forma que as pessoas no mundo fazem as suas conexões. E de repente ele se vêem, tipo seis semanas depois, se encontrando novamente na floresta em uma ilha em algum lugar no Pacífico Sul. Eles não tem a menor idéia de onde estão, e de tudo que aconteceu nesse tempo, e naquele momento, havia apenas tristeza nele e foi tão real.


fonte: LOST-media.com traduzido do inglês por: ogro


_________________

Voltar ao Topo
ogro está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular Orkut Profile: http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=4302013222988543713
Manu
MensagemEnviada: Quarta Março 01, 2006 10:37  |  Assunto: Responder com Citação


Colaboradores



Sexo: Sexo:Feminino
Idade: 18

Registrado em: Sexta-Feira, 30 de Setembro de 2005
Mensagens: 3.430
Tópicos: 154
Localização: Rio de Janeiro - RJ



Grupos: 
[ABC]
[AXN]
Ele me parece ser uma pessoa bem centrada e que sabe o que quer da vida...

Gostei muito da reportagem... Very Happy Wink Razz


Voltar ao Topo
Manu está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular
Maurycius
MensagemEnviada: Quarta Março 01, 2006 12:23  |  Assunto: Responder com Citação





Sexo: Sexo:Masculino
Idade: 31

Registrado em: Terça-Feira, 15 de Março de 2005
Mensagens: 8.353
Tópicos: 205
Localização: Goiânia/Goiás



Grupos: 
[ABC]
[AXN]
[Globo]
Bela matéria!!!

Sem dúvidas,o Matthew tem total controle sobre seu personagem,e a partir dessa reportagem,sacamos que o cara realmente se dedica à interpretar bem,e estudar o perfil psicológico de Jack.Fantástico.


_________________
Why Did You Do This To Me?

Voltar ao Topo
Maurycius está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
LadyKao
MensagemEnviada: Quarta Março 01, 2006 13:30  |  Assunto: Responder com Citação





Sexo: Sexo:Feminino
Idade: 45

Registrado em: Quinta-Feira, 24 de Novembro de 2005
Mensagens: 169
Tópicos: 2
Localização: RJ



Grupos: 
[ABC]
[AXN]
Ótima entrevista! Smile

O Matthew é um ótimo ator, ele realmente me passa a imagem de um médico pelo seu domínio da personagem como o Maurycius salientou, e gosto da personagem dele e compreendo as dificuldades dele na ilha.

Nossa, têm tantas novidades sobre Lost que estou lost (com trocadilho, por favor Laughing) também e nem sei por qual notícia devo começar a ler... Laughing

Beijins


Voltar ao Topo
LadyKao está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular
Publicidade
Assunto: Publicidade - Use este espaço para divulgar sua empresa  




Anuncie no
LostBrasil


Publicidade LostBrasil:
Clique aqui e saiba como anunciar

Voltar ao Topo
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico  Responder Mensagem Página 1 de 1

LostBrasil - Índice do Fórum » Notícias » [ABC] O homem que veio à Terra
Ir para:  

Enviar Mensagens Novas: Proibído.
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído.
Excluir Mensagens: Proibído.
Votar em Enquetes: Proibído.
Anexar arquivos: proibido.
Baixar arquivos: proibido.

Bad Twin Desvendando os Mistérios de Lost Identidade Secreta Risco de Extinção Sinais de Vida