Publicidade
Apriori Cucina
 
 
LostBrasil
 Portal Portal  Fórum Fórum  Orkut  Twitter  FAQ FAQ  Pesquisar Pesquisar  Membros Membros  Grupos Grupos
 
Registrar :: Entrar Entrar e ver Mensagens Particulares
 




Menu
Portal
Fórum
Notícias
Sinopses
Outras Séries
Orkut
Links
Livros de Lost
DVDs de Lost
O que é Lost?
Quem Somos
Regras


» Acesso Restrito «
The Lockdown
Chat V.I.P.


Colabore


Saldo atual:40%



Calendário
23/05/2010
ABC: 6x17/18 - The End

25/05/2010
AXN: 6x17/18 - The End

Perfil
Usuário:

Senha:

 Lembrar senha



Esqueci-me da senha



Ainda não se registrou?

Faça seu cadastro.
É de graça!



LostBrasil - Índice do Fórum  » ABC | Teorias e Especulações » Explicando o Ultimo Episodio de Lost...

Novo Tópico  Responder Mensagem printer-friendly view
 Explicando o Ultimo Episodio de Lost... « Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem » 
Autor
Mensagem
Diálogo
MensagemEnviada: Sábado Maio 29, 2010 16:32  |  Assunto: Explicando o Ultimo Episodio de Lost... Responder com Citação





Sexo: Sexo:Masculino
Idade: 33

Registrado em: Sábado, 29 de Maio de 2010
Mensagens: 2
Tópicos: 1
Localização: São Paulo



Grupos: Nenhum
Sempre acompanhei o Fórum, mas nunca postei nada.
Estudo Filosofia da Religião, Antropologia, Mitos e Simbolismo nas civilizações antigas.
E escrevi minha interpretação do último episódio de Lost.
Gostaria de saber o que vocês acham dela.

Lost foi revolucionário, estamos diante de uma verdadeira volta ao mundo mítico, em plena sociedade Moderna.

Fico triste quando leio fãs julgando Lost, por não fazer sentido em uma cadencia lógica-espaço-temporal. É óbvio que não vai suprir as expectativas, não é essa a proposta de Lost. Este tipo de interpretação de Lost é o mesmo que a Kate faz ao Desmond antes dela “despertar”, é exatamente a mesma do Jack desde o começo da série.

Lost é um dos poucos programas modernos que remontam toda uma sistemática mítica, orgânica e metafísica. (alguns diretores seguem a mesma linha: John Boorman, Tarkovsky, Bergman, Kurosawa e Herzog). Se vocês tentaram construir uma estrutura lógica materialista de qualquer mito antigo, o único resultado que terão será a frustração, e o mesmo acontece com Lost.

Arrow Mito da Dualidade: A primeira vez que os Losties entram na caverna com a luz (coração da ilha), estão Locke, Jack e Desmond. E em uma cena seguinte está Ben e Hurley. E se lembrarmos do episódio 15 está Jacob e MIB. Estas três cenas estão em consonância análoga: Locke, MIB, Ben representam simbolicamente Desejo; enquanto que Hurley, Jacob e Jack simbolizam Inocência. Por outra perspectiva poderia ser Locke; MIB; Ben (homem degenerado) e Hurley; Jacob; Jack (homem pleno) ou ainda, Locke; MIB; Ben (Caos) e Hurley; Jacob; Jack (Ordem); ou ainda, Locke; MIB; Ben (2) e Hurley; Jacob; Jack (1).


Arrow Mito da Trindade: Mas e o Desmond que estava com Jack e Locke? Desmond é o terceiro elemento, o Neutro: para uma dualidade precisa do terceiro elemento para trazer equilíbrio, assim como em um átomo preciso do Nêutron, assim como existe pai, filho e espírito santo, outro exemplo seriam as 3 Graças (comum entre muitos artistas). Por isso que no caderno de Faraday estava escrito que Desmond era a constante, ele era o neutro, a chave para trazer equilíbrio entre a dualidade.

Arrow Mito dos Três mundos (Céu/Terra/Inferno): Na caverna da luz, aquela rocha que Desmond tirou do lugar (funcionando como rolha) é perfeito. Assim como no exemplo da garrafa de vinho que Jacob mostrou para o MIB, e depois a quebra; a rocha simboliza a ponte entre o mundo caótico de lava em baixo (Inferno/Caos) e o da luz em cima (Ordem/ Sagrado). Agora quando se é retirado a "rolha" traz desequilíbrio para ambas as partes, tanto para a luz quanto para a lava, agora quando a “ponte” é bem feita entre as duas esferas aparece à luz, ou seja, o caos/Inferno alimenta a luz e a rolha segura o caos da lava. Essa metáfora se aplica tanto para a rolha da garrafa de vinho, quanto para a pedra na caverna, quanto para a ilha e o mundo lá fora, quanto para o MIB que sempre quis sair e Jacob que o segurava na ilha .

Arrow Mito do Ritual: Vemos por quatro vezes o ritual de passagem para virar o “guardião” da luz. Existem muitas variações deles mas todas tem em comum o fato de se beber algo e dizer "agora você é igual a mim", este é um ritual de passagem muito comum em civilizações antigas, mas vemos algo um pouco supérfluo e um pouco mágico, achamos que aquela água é mágica, mas não, é apenas um ato que simboliza algo muito forte em seu interior, e ai sim está à magia. Vide como ex. quando Jacob falou para Kate, "aquilo era só um risco no seu nome, se você quiser o posto é seu”, o ato de riscar o nome das pessoas não é mágico, mas pode vir a ter este componente internamente.

Arrow Mito do Sacrifício: Para os homens de antigamente era muito comum simbolizarem a fundação de um lugar com um sacrifício, e para devolver "vida"/ordem/equilíbrio a caverna, Jack se sacrifica por ela, é um ato de troca, para transformar o Caos em ordem precisa-se sacrificar algo, como uma vida por exemplo.

Arrow Mito dos Iniciados: O santo na frente da igreja com a mão levantada (aparentemente censurando a entrada daqueles que não estão preparados), tem um pouco a ver com Ben, que ainda não estava pronto para ter aquela experiência "sagrada atemporal". os que estavam lá dentro da igreja já estavam prontos (lúcidos). o pai de Jack que entra no portal de luz, e os outros losties olham apenas de costas (Aí está claro o mito da Caverna de Platão, na qual ele já se sente maravilhado só por ver de costas a "luz" indireta entrando na caverna), o pai de Jack esta um nível além dos iniciados (mais lúcido e pode passar para um próximo nível).

Arrow Significado dos números: Quando Hurley fala para o Ben que ele foi um “great number two” e Ben responde que ele foi também um excelente numero um. O numero 1 simboliza a unidade, aquele que une (aquele que inclui) e o dois (2) a dualidade aquele que diverge que separa (diverge). Não se pode julgar o errado ou certo, é preciso este dois números juntos (incluindo e excluindo) para chegar no próximo número (3), e assim por diante.

Arrow Mito do Ciclo ou Eterno Retorno: A serie começa com o Jack abrindo (despertando) no bambuzal e a serie termina com ele fechando os olhos no mesmo bambuzal. que agora muito mais desperto (lúcido). Outra contradição, comum em mitos, quando ele desperta ele fecha os olhos.

Arrow Diálogo entre Desmond e Kate: Quando Desmond vai recolher o caixão do Pai do Jack, o entregador pergunta “You are a priest or something? e Des responde “or something”, nesse momento fica claro o caráter de guia que Des possui. E então, quando ele entra no carro para conversar com a Kate, ela diz “Não vai nos dizer por que estamos aqui? e Des “Ninguém pode dizer onde você esta, muito menos eu”, Kate “você que me trouxe na Igreja”, Des “Não estou falando sobre a Igreja, I’m talking about Here”; Nesse momento, Desmond, não está falando de purgatório, nem mundo dos mortos, é um dialogo que remete a questionamento, sejam eles, espirituais, mágicos ou filosóficos, e não sobre a lugares físicos.

Arrow Diálogo final entre Jack e Christian: Quando Jack encontra seu pai naquela sala, vemos Christian na frente de um vitral bem interessante; com seis símbolos de religiões diversas (Cristianismo, Judaísmo, Islamismo, Budismo, Taoismo, Totemismo) E encima de todas estas religiões (simbolizando os diferentes instrumentos que ajudam (ou não) a chegar naquele nível, simbolizadas como a antecâmara da igreja) está o Sol, símbolo de algo acima das religiões, ou algo que todas elas estão buscando (em nenhum momento me refiro ao termo Deus).
Christian diz: “tudo o que aconteceu com você foi real” Não importa se era uma realidade paralela, ou sonho ou qualquer coisa, tudo é real, nosso mundo interno e externo.

Christian diz: “você precisa de todos eles e eles precisam de você Jack precisou viver todo os 6 anos de serie para chegar onde chegou, e todos que passaram por ele foram necessários, “bons” e “maus”, não é a toa que cada vez mais queremos viver em rede, sentir que estamos fazendo parte de algo juntos.

Jack diz: “Para que precisamos nos encontrar?
Christian diz: “Para lembrarem e esquecerem (to remember and let it go). Na metafísica quando se pergunta coisas existenciais e diretas desta forma às respostas são sempre contradições.
Jack diz: “We are leaving?
Christian diz: “No, we are moving on.
Jack diz: “Where we going?
Christian diz: “Let’s go find it out.

Este diálogo final, responde muitas perguntas a respeito da essência de Lost, de que a essência de Lost não foi criada em si mesma, está baseado em muitas histórias e contos tradicionais e mitológicos.

Abraços a todos.




Editado pela última vez por Diálogo em Sábado Junho 05, 2010 10:46, num total de 1 vez
Voltar ao Topo
Diálogo está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular
kakkau
MensagemEnviada: Sábado Maio 29, 2010 21:21  |  Assunto: Responder com Citação





Sexo: Sexo:Feminino
Idade: 41

Registrado em: Sexta-Feira, 15 de Maio de 2009
Mensagens: 260
Tópicos: 2
Localização: brasil



Grupos: Nenhum
Colega Diálogo,
gostei muito do seu post. Adoro mitologia, simbolismo e afins. Ao contrário de muitos me agradei do final da série. Pode até não ter respondido as questões objetivas/cientificas, mas as existencias/subjetivas ficaram a contento. Também pensei como você quando Christian fala que tudo que Jack viveu foi real. Essa afirmação tanto pode significar que Jack viveu os eventos no plano físico ou ainda no plano imaterial, vai depender do ponto de vista de cada um. Eu particularmente prefiro acreditar que todos morreram na queda do Oceanic...fica mais fácil justificar todas as questões mágicas e mitológicas. Contudo, existem muitos elementos para comprovar que eles sobreviveram e viveram os eventos no plano físico. Ainda estou dividida...vou rever a série novamente. Uma coisa é fato: ainda ficarei um bom tempo remoendo a história toda e suas peculiaridades. Abraço


Voltar ao Topo
kakkau está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular
Gourmet Erótico
MensagemEnviada: Sábado Maio 29, 2010 22:27  |  Assunto: Responder com Citação





Sexo: Sexo:Masculino
Idade: 48

Registrado em: Sexta-Feira, 24 de Junho de 2005
Mensagens: 2.537
Tópicos: 146
Localização: Secreta



Grupos: Nenhum
Citação:
John Boorman, Tarkovsky, Bergman, Kurosawa e Herzog


Cara, comigo você perdeu toda credibilidade ao citar os velhos mestres, num sacrilégio de compará-los com a linha usada em LOST.

LOST é um copy e-com paste desconexo. As histórias de LOST mais parecem aqueles textos de horóscopo, com passagens genéricas e aplicáveis a qualquer pessoa.

Fatalmente esses institutos míticos iriam encontrar algum paralelo na série, o que não lhe agrega valor. o "teorema do macaco infinito" que afirma que se um macaco for colocado em frente a uma máquina datilográfica por uma quantidade de tempo, em algum momento futuro ele irá datilografar por completo as obras completas de Shakespeare.

Tivemos em LOST a concretização desse teorema. Durou apenas 6 anos, mas LOST está muito longe de estar a altura do conto mais medíocre de Shakespere.


_________________
***
The people in these towns, they're asleep.
All day at work, at home.
Sleepwalkers.
We wake them up.

***
Sometimes, life forces you to cross the line. You're going about your normal everyday routine, when suddenly something truly awful happens and all that pent-up rage you feel about your job, your marriage, your very existence, is released with unstoppable fury. Some call it 'reaching the breaking point' others call it 'breaking bad'.
***
Think of how stupid the average person is, and realize half of them are stupider than that. - George Carlin

Voltar ao Topo
Gourmet Erótico está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular
lady of moon
MensagemEnviada: Domingo Maio 30, 2010 14:09  |  Assunto: Responder com Citação





Sexo: Sexo:Feminino
Idade: 35

Registrado em: Terça-Feira, 21 de Março de 2006
Mensagens: 274
Tópicos: 3
Localização: Rio de Janeiro/RJ



Grupos: 
[ABC]
Algumas comparações forcadas, outras pertinentes.
Verdade é que LOST embaralhou de tudo um pouco e usou de um golpe muito baixo: o sensacionalismo com a curiosidade humana, dando a entender que haveria algo coerente e conclusivo no final. Eis o "karma" de LOST agora rs

Aton, o Deus-Sol egípcio. Fikdik.


Voltar ao Topo
lady of moon está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular
Diálogo
MensagemEnviada: Domingo Maio 30, 2010 17:49  |  Assunto: Responder com Citação





Sexo: Sexo:Masculino
Idade: 33

Registrado em: Sábado, 29 de Maio de 2010
Mensagens: 2
Tópicos: 1
Localização: São Paulo



Grupos: Nenhum
Gourmet Erótico escreveu:
Citação:
John Boorman, Tarkovsky, Bergman, Kurosawa e Herzog


Cara, comigo você perdeu toda credibilidade ao citar os velhos mestres, num sacrilégio de compará-los com a linha usada em LOST.



Não estou comparando, até porque são produtos diferentes (Serie/Filme), mas eles possuem sim uma base mítica/metafisica semelhantes.

Não estou julgando nivel de valor (apesar de também achar Lost, obviamente, inferior aos Mestre citados). Mas fato é que Lost teve uma visibilidade muito maior.

Acho Lost interessante por isso, uma mesma estrutura foi vista para uma quantidade de pessoas muito grande.

Outro fato é que a Serie só foi tomar a forma Mítica na ultima temporada, e mais especialmente no episódio 15 e no ultimo, não sei se foi uma atitude deliberada dos diretores desdo começo da série, ou se foi algo que foi surgindo aos poucos.

lady of moon escreveu:
Verdade é que LOST embaralhou de tudo um pouco e usou de um golpe muito baixo: o sensacionalismo com a curiosidade humana, dando a entender que haveria algo coerente e conclusivo no final. Eis o "karma" de LOST agora rs


Concordo, com a "salada" que existe em Lost. Mas acho válido, visto a enorme visibilidade que a Série construiu e o vaziu existente em outras Séries sobre o assunto.


 !  Aviso - jackelinediniz:
Evite posts duplos.
Caso lembre-se de algo, use o botão editar, localizado no canto superior direito da sua mensagem.


Voltar ao Topo
Diálogo está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular
PedroJungbluth
MensagemEnviada: Domingo Maio 30, 2010 17:58  |  Assunto: Responder com Citação





Sexo: Sexo:Masculino
Idade: 36

Registrado em: Sexta-Feira, 7 de Abril de 2006
Mensagens: 4.768
Tópicos: 16
Localização: Curitiba Paraná

Twitter: @pedrojungbluth

Grupos: 
[ABC]
compreendi muita coisa e achei a análise muito boa. Não há duvida que existe estofo para a série, que os produtores ficaram preocupados com os simbolismos, a mítica, religiões, etc, mas a grande impressão é que tudo isso foi colocado a esmo, naquele sentido das pessoas que gostam de uma idéia, mas não conseguem reformular ou conectar a idéia as outras. Lost virou uma mistureba, e no fim nenhuma das influências tinha motivo de ser. Não foram influências, foram referências, e absolutamente vazias.

Voltar ao Topo
PedroJungbluth está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email MSN Messenger
Little Bastard
MensagemEnviada: Quinta Junho 17, 2010 13:23  |  Assunto: Responder com Citação





Sexo: Sexo:Masculino
Idade: 34

Registrado em: Domingo, 6 de Janeiro de 2008
Mensagens: 42
Tópicos: 5
Localização: Bueno Aires



Grupos: Nenhum
PedroJungbluth escreveu:
compreendi muita coisa e achei a análise muito boa. Não há duvida que existe estofo para a série, que os produtores ficaram preocupados com os simbolismos, a mítica, religiões, etc, mas a grande impressão é que tudo isso foi colocado a esmo, naquele sentido das pessoas que gostam de uma idéia, mas não conseguem reformular ou conectar a idéia as outras. Lost virou uma mistureba, e no fim nenhuma das influências tinha motivo de ser. Não foram influências, foram referências, e absolutamente vazias.



Tambem acho! Mas a minha maior especulação é sobre quem realmente escreveu essa série, quando Lost apareceu várias mídias diziam sobre o fim da televisão como a conhecemos, e quem é a maior culpada disso tudo? Nossa milenar e famigerada Internet.

O piloto e a ideia inicial é muito boa, com o tempo surgiu os foruns de especulação, e sinceramente li teorias ainda na segunda temporada que pra mim daria bom argumento até o fim da série.

Acredito que muitas coisas vistas em lost da 2° temporada até o fim foram coisas vindas do povo, o criador quis agradar a todos e misturou sushi com feijoada.


"PROIBIDO SPOILER".

to achando que quem criou spoiler foram os roteristas.

Ou no fim, ficou assim porque eles não nos ouviram!


Voltar ao Topo
Little Bastard está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular
SuperMT
MensagemEnviada: Quinta Junho 17, 2010 15:37  |  Assunto: Responder com Citação





Sexo: Sexo:Masculino
Idade: 25

Registrado em: Quarta-Feira, 18 de Janeiro de 2006
Mensagens: 3.075
Tópicos: 11
Localização: with your sis.

Twitter: @_matvieira

Grupos: 
[ABC]
A questão problemática da série, ao meu ver, é ter sido apresentada em seis anos.
Talvez se viesse de uma vez, com o mesmo desfecho, a aceitação seria maior.

Aliás, esse é um outro grande problema: confundir desfecho com clímax.
Temos um clímax de 6 anos e um desfecho de duas horas.
Até mesmo(talvez principalmente) os clássicos da literatura e do cinema, como citou nosso amigo, tem desfechos relativamente medíocres em relação ao clímax(comparando nível de qualidade, por exemplo).


_________________
'O tempo é ainda de fezes, maus poemas, alucinações e espera.
O tempo pobre, o poeta pobre
fundem-se no mesmo impasse.' Drummond.

Voltar ao Topo
SuperMT está offline  Ver o perfil do usuários Enviar Mensagem Particular
Publicidade
Assunto: Publicidade - Use este espaço para divulgar sua empresa  




Anuncie no
LostBrasil


Publicidade LostBrasil:
Clique aqui e saiba como anunciar

Voltar ao Topo
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico  Responder Mensagem Página 1 de 1

LostBrasil - Índice do Fórum » ABC | Teorias e Especulações » Explicando o Ultimo Episodio de Lost...
Ir para:  

Enviar Mensagens Novas: Proibído.
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído.
Excluir Mensagens: Proibído.
Votar em Enquetes: Proibído.
Anexar arquivos: proibido.
Baixar arquivos: proibido.

Bad Twin Desvendando os Mistérios de Lost Identidade Secreta Risco de Extinção Sinais de Vida